AVALIAÇÃO CLÍNICO-EPIDEMIOLÓGICA DA HANSENÍASE NO MUNICÍPIO DE ITAÚBA – MATO GROSSO

Jéssica Lima Carauba dos Santos, Camilla Morais Almeida Amorin, Juliana Cristina da Silva Chinen, Patrick Fonseca Amadei Máximo, Alan Senigalia, Marcos Montani Caseiro, Olívia Rosa Barreto Teotonio, Luiz Henrique Gagliani

Resumo


A Hanseníase é uma doença infectocontagiosa, crônica de grande importância para a Saúde Pública devido à sua magnitude e seu alto poder incapacitante. Com período de incubação que varia entre três e cinco anos, sua primeira manifestação consiste no aparecimento de manchas dormentes, de cor avermelhada ou esbranquiçada, em qualquer região do corpo. Placas, caroços, inchaço, fraqueza muscular e dor nas articulações podem ser outros sintomas.Com o avanço da doença, o número de manchas ou o tamanho das já existentes aumenta e os nervos ficam comprometidos, podendo causar deformações em regiões, como nariz e dedos, e impedir determinados movimentos, como abrir e fechar as mãos. Além disso, pode permitir que determinados acidentes ocorram em razão da falta de sensibilidade nessas regiões. Esta doença é capaz de contaminar outras pessoas pelas vias respiratórias, caso o portador não esteja sendo tratado, já que assim que a pessoa começa o tratamento deixa de transmitir a doença; porém o que se sabe é que, segundo a Organização Mundial de Saúde, a maioria das pessoas é resistente ao bacilo e não a doença não se desenvolve. O   presente estudo utilizou de questionários com o objetivo analisar as dificuldades enfrentadas pelos habitantes e o serviço de saúde do município de Itaúba/MT, com isso podendo estabelecer medidas associadas ao diagnóstico precoce e prevenção das incapacitações. O que se pode observar, contudo, foi que a maior parte da população não tem pleno conhecimento sobre a doença ou apresentam ideias errôneas sobre sua transmissão, sendo algo não relacionado com nível educacional ou socioeconômico, já que pessoas de diferentes classes sociais e níveis de formação demonstravam semelhante desconhecimento. Além disso, a doença tem caráter endêmico, pois o Estado lidera os casos de Hanseníase há 30 anos ultrapassando nove vezes o considerado aceitável pela Organização Mundial da Saúde (2016), e possui grande incidência na cidade, mas ainda assim, a população manifesta preconceito sobre o assunto.

CLINICAL AND EPIDEMIOLOGICAL EVALUATION OF LEPROSY IN MUNICIPALITY OF ITAÚBA - MATO GROSSO

Leprosy is a chronic, infectious, contagious disease of great importance to public health because of its magnitude and its high incapacitating power. With an incubation period ranging from three to five years, its first manifestation is the appearance of dormant spots, reddish or whitish in any region of the body. Plaques, lumps, swelling, muscle weakness and joint pain may be other symptoms. As the disease progress-es, the number of spots or the size of existing ones increases and the nerves be-come impaired, causing deformation in regions such as the nose and fingers, and prevent certain movements, such as opening and closing hands. In addition, it may allow certain accidents to occur because of the lack of sensitivity in those regions. This disease is capable of contaminating other people through the respiratory tract if the patient is not being treated, since as soon as the person starts treatment he stops transmitting the disease; but what is known is that, according to the World Health Organization, most people are resistant to bacillus and the disease does not develop. The present study used questionnaires to analyze the difficulties faced by the inhabitants and the health service of the municipality of Itaúba / MT, with the purpose of establishing measures associated with early diagnosis and prevention of disabilities. What can be observed, however, was that most of the population does not have full knowledge about the disease or have misconceptions about its trans-mission, being something not related to educational or socioeconomic level, since people of different social classes and levels of evidence of this lack of knowledge. In addition, the disease has an endemic character, since the State has been leading cases of leprosy for 30 years, exceeding nine times that considered acceptable by the World Health Organization (2016), and has a high incidence in the city, but the population manifests bias about the subject.


Palavras-chave


hanseníase; doença; população

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista UNILUS Ensino e Pesquisa - RUEP

ISSN (impresso): 1807-8850
ISSN (eletrônico): 2318-2083

Periodicidade: Trimestral

Primeiro trimestre, jan./mar., limite para publicar a edição - 31 de maio
Segundo trimestre, abr./jun., limite para publicar a edição - 31 de agosto
Terceiro trimestre, jul./set., limite para publicar a edição - 30 de novembro
Quarto trimestre, out./dez., limite para publicar a edição - 31 de março

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

 

Indexadores

 

Estatística de Acesso à RUEP

Monitorado desde 22 de novembro de 2016.