O USO DE ANTIDEPRESSIVOS NA INTERNAÇÃO DE PACIENTES NA UTI

André Benetti da Fonseca Maia, Daylhana Coleti Casavilca

Resumo


Introdução: Atualmente, a depressão pode surgir em diferentes quadros clínicos. Pode englobar alterações psicomotoras e até mesmo vegetativas. A UTI é avaliada como um local muito estressante, o que predispõe ao aumento do aparecimento de sintomas depressivos.  Objetivo: Avaliar a quantidade de pacientes que utilizam antidepressivos durante o período de internação na UTI. Método: Trata-se de um estudo transversal com abordagem quantitativa, realizado em uma UTI adulto do HGA da cidade de Santos. Resultados: A amostra foi composta por 16 participantes, onde durante o período de internação, 18,75% utilizaram antidepressivo sob prescrição médica e 81,25% não utilizaram. Conclusão: Os achados do presente estudo não apresentam evidências absolutas de que o uso de antidepressivos na UTI seja benéfico ou maléfico para os pacientes internados.

THE USE OF ANTIDEPRESSANTS IN THE HOSPITALIZATION OF PATIENTS IN THE ICU

Introduction: Currently, depression can arise in different clinical settings. It can encompass psychomotor and even vegetative changes.  The ICU is evaluated as a very stressful place, which predisposes to an increase in the appearance of depressive symptoms patient. Objective: To evaluate the number of patients who use antidepressants during the period of ICU admission. Method: This is a transversal study with a quantitative approach, carried out in an ICU of the HGA in the city of Santos. Results: The sample consisted of 16 participants. Of the 16 participants, during the hospitalization period, 18.75% used antidepressant under medical prescription and 81.25% did not use it. Conclusion: The present study findings do not present absolute evidence that the use of antidepressants in the ICU is beneficial or harmful for hospitalized patients.


Palavras-chave


depressão; antidepressivos; unidade de terapia intensiva

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista UNILUS Ensino e Pesquisa - RUEP

ISSN (impresso): 1807-8850
ISSN (eletrônico): 2318-2083

Periodicidade: Trimestral

Primeiro trimestre, jan./mar., limite para publicar a edição - 31 de maio
Segundo trimestre, abr./jun., limite para publicar a edição - 31 de agosto
Terceiro trimestre, jul./set., limite para publicar a edição - 30 de novembro
Quarto trimestre, out./dez., limite para publicar a edição - 31 de março

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

 

Indexadores

 

Estatística de Acesso à RUEP

Monitorado desde 22 de novembro de 2016.