O USO NÃO MÉDICO DE METILFENIDATO EM ESTUDANTES DE MEDICINA

Leonardo Chaves Machado, Marizia Amaral Toma

Resumo


Objetivo: Avaliar se os universitários do curso de Medicina usam o Metilfenidato (MPH) sem prescrição médica, se estão cientes dos efeitos colaterais e se existe uma mudança na percepção sobre o uso no decorrer do processo de formação profissional. Metodologia: Universitários do curso de medicina responderam a um questionário que investigou características sociodemográficas, questões sobre o uso do medicamento, conhecimento dos efeitos colaterais e consequências do uso indiscriminado. Resultados: Vinte e sete % dos universitários usam MPH em períodos de provas apesar dos efeitos colaterais, com maior consumo e conhecimento partir do 4 ano. Conclusão: Quanto maior o conhecimento sobre os efeitos colaterais a curto prazo do uso de MPH em pessoas saudáveis maior é o consumo.

NONMEDICAL USE OF METHYLPHENIDATE IN MEDICAL STUDENTS

Objective: To assess whether medical students use Methylphenidate (MPH) without a medical prescription, whether they are aware of side effects and whether there is a change in perception about use during the professional training process. Methodology: The university students of the 6 years of the course answered a questionnaire that investigated sociodemographic characteristics, questions about the use of the medication, knowledge of side effects and consequences of indiscriminate use. Results: Twenty-seven% of university students use MPH during exam periods despite side effects, with greater consumption and knowledge from the 4th year onwards. Conclusion: The greater the knowledge about the short-term side effects of using MPH in healthy people, the greater the consumption.


Palavras-chave


metilfenidato; estudante de medicina;uso nāo-médico

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Revista UNILUS Ensino e Pesquisa - RUEP

ISSN (impresso): 1807-8850
ISSN (eletrônico): 2318-2083

Periodicidade: Trimestral

Primeiro trimestre, jan./mar., limite para publicar a edição - 31 de maio
Segundo trimestre, abr./jun., limite para publicar a edição - 31 de agosto
Terceiro trimestre, jul./set., limite para publicar a edição - 30 de novembro
Quarto trimestre, out./dez., limite para publicar a edição - 31 de março

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

 

Indexadores

 

Estatística de Acesso à RUEP

Monitorado desde 22 de novembro de 2016.