ISOLAMENTO DE Staphylococcus aureus NO TRATO RESPIRATÓRIO INFERIOR DE RATO WISTAR

Simone Lira, Renaide Rodrigues Ferreira, Vanessa Yamamoto Tambellini, Isabel Priscila Garcia, Renato Ribeiro Nogueira Ferraz, Renata Nunes da Silva

Resumo


Neste trabalho, identificamos a presença do Staphylococcus aureus isolado de um rato macho da linhagem Wistar, e verificamos se este microrganismo foi o agente causador da dificuldade respiratória encontrada no animal em estudo. A bactéria Staphylococcus aureus foi encontrada no trato respiratório do rato estudado, causando-lhe consequentemente problemas respiratórios, sendo o lavado traqueobronquial o método mais indicado para a detecção da bactéria residente. O resultado observado contribui para a constatação de que a utilização de animais de experimentação portadores de agentes oportunistas, como Staphylococcus aureus, inviabiliza a pesquisa já que os mesmos podem desenvolver doenças ao longo da experimentação. Portanto, conclui-se que a utilização de animais de padrão sanitário adequado é a melhor maneira de se obter resultados mais precisos na experimentação animal, pois a instalação deste tipo de área necessita de um maior número de barreiras sanitárias garantindo melhores condições de criação.


Texto completo:

PDF

Referências


Lapchik VBV, Mattaraia VGM, Ko GM. Cuidados e Manejo de Animais de Laboratório. São Paulo: Atheneu; 2009.

Mezadri TJ, Tomáz VA, Amaral VLL. Animais de Laboratório: Cuidados na iniciação experimental. Florianópolis: Editora da UFSC; 2004.

Marques MAP. In: Andrade A, Pinto SC, Oliveira RS. Animais de Laboratório: criação e experimentação. Rio de Janeiro: Fiocruz; 2002. 369-373.

Institute of Laboratory Animal Resources, Comission on Life Sciences, National Research Council. Manual Sobre Cuidados e Uso de Animais de Laboratório. Goiânia: Association for Assessment and Accreditation of Laboratory Animal Care: Colégio Brasileiro de Experimentação Animal; 2003. 162p.

Ko GM, Damy SB. In: Lapchik VBV, Mattaraia VGM, Ko GM. Cuidados e Manejo de Animais de Laboratório. São Paulo: Atheneu; 2009. 273-294.

Gaillard ET, Clifford BC. Common Diseases. In: Suckow MA, Weisbroth SH, Franklin CL. The laboratory rat. San Diego: Academic Press; 2000. 99-132.

Shimizu A. Staphylococcus aureus. In: Waggie K, Kagiyama N, Allen AM, Nomura T. Manual of Microbiologic Monitoring of Laboratory Animals. 2 ed.: National Center for Research Resources; 1994. 159-164.

Ferreira RR, Damy SB. Controle Bacteriológico. In: Lapchik VBV, Mattaraia VGM, Ko GM. Cuidados e Manejo de Animais de Laboratório. São Paulo: Atheneu; 2009.p. 359-369.

Sah RL, Mall MP, Mohanty GC. Septicemic Proteus infection in japanese quail chicks (Coturnix coturnix japonica). Avian Diseases. 1983; 27(1):296-301

Damy SB. Doenças Prevalentes em Animais de Laboratório. In: Lapchik VBV, Mattaraia VGM, Ko GM. Cuidados e Manejo de Animais de Laboratório. São Paulo: Atheneu; 2009.p. 315-336.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Revista UNILUS Ensino e Pesquisa - RUEP

ISSN (impresso): 1807-8850
ISSN (eletrônico): 2318-2083

Periodicidade: Trimestral

Primeiro trimestre, jan./mar., limite para publicar a edição - 31 de maio
Segundo trimestre, abr./jun., limite para publicar a edição - 31 de agosto
Terceiro trimestre, jul./set., limite para publicar a edição - 30 de novembro
Quarto trimestre, out./dez., limite para publicar a edição - 31 de março

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

 

Indexadores

 

Estatística de Acesso à RUEP

Monitorado desde 22 de novembro de 2016.