Instituições de Pesquisas do Brasil e a Biotecnologia no Desenvolvimento de Alternativas Terapêuticas Contra a AIDS

Vitória Ingrid Christina da Silva Pequeno Baptista, Cleide Barbieri de Souza

Resumo


Mundialmente, desde a década passada houveram grandes avanços nas pesquisas biotecnólogicas direcionadas a diferentes alternativas terapêuticas contra a AIDS visando o melhoramento da condição de vida do paciente. Deste modo, a biotecnologia vem cada vez mais se destacando nesta linha de pesquisa. Apesar de outros países possuírem um maior incentivo financeiro para o desenvolvimento de tais pesquisas resultando em uma maior evidência na sociedade científica. O Brasil tem ganhado cada vez mais espaço, bem como estímulos das agências de fomentos à pesquisa visando o desenvolvimento de inovações biotecnológicas em várias instituições de pesquisas brasileiras, as quais estão grandemente contribuindo nos avanços sobre as alternativas terapêuticas contra a AIDS. Para tanto, o objetivo deste trabalho é descrever o desenvolvimento de novas alternativas terapêuticas realizadas pelas instituições de ensino e pesquisa do Brasil onde utiliza a biotecnologia no combate contra o vírus da AIDS.


Texto completo:

PDF

Referências


EMBRAPA. Soja é usada como biofábrica de proteína contra a AIDS. Disponível em: . Acesso em: 13 Mai. 2015.

EMBRAPA. Cientistas desenvolvem sementes de arroz transgênico com anticorpo anti-HIV. Disponível em:< https://www.embrapa.br/busca-de-noticias/-/noticia/ 2658676/cientistas-desenvolvem-sementes-de-arroz-transgenico-com-anticorpo-anti-hiv>. Acesso em: 15 Jun. 2015.

KYOLAB. Brasileiros avançam nos testes com planta Brasileira para combate a Câncer e HIV. Disponível em:

brasileiros-avancam-nos-testes-com-planta-brasileira-para-combate-a-cancer-e-hiv&catid=37:noticias&Itemid=189>. Acesso em: 15 Mar. 2015.

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE- UFF. Pesquisadora da UFF descobre substância na alga marinha que pode prevenir a Aids. Disponível em:< http://www.noticias.uff.br/noticias/

/01/pesquisa-prevencao-hiv.php>. Acesso em:22 Mai. 2015.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Revista UNILUS Ensino e Pesquisa - RUEP

ISSN (impresso): 1807-8850
ISSN (eletrônico): 2318-2083

Periodicidade: Trimestral

Primeiro trimestre, jan./mar., limite para publicar a edição - 30 de junho
Segundo trimestre, abr./jun., limite para publicar a edição - 30 de setembro
Terceiro trimestre, jul./set., limite para publicar a edição - 31 de dezembro
Quarto trimestre, out./dez., limite para publicar a edição - 31 de março

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

 

Indexadores

 

Estatística de Acesso à RUEP

Monitorado desde 22 de novembro de 2016.