ALTERAÇÕES CLÍNICAS E IMUNOLÓGICAS EM PACIENTES COM IMUNODEFICIÊNCIA COMUM VARIÁVEL

Paolo Ruggero Errante

Resumo


A imunodeficiência comum variável (CVID) é uma imunodeficiência primária caracterizada por hipogamaglobulinemia, infecções recorrentes, autoimunidade e câncer. O objetivo do estudo foi caracterizar os aspectos clínicos e imunológicos de pacientes com CVID. Pneumonia foi observada em 76.47%, sinusite em 64.7%, e infecção gastrointestinal em 44.11% dos pacientes. Alergia esteve presente em 38.23%, autoimunidade em 32.35%, e neoplasia em 20.58% dos pacientes. A quantidade de IgG esteve abaixo de 700 mg/dL em todos os pacientes; IgM abaixo de 40 mg/dL em 73.52% e IgA abaixo de 70 mg/dL em 82.35% dos pacientes. Foi observada uma diminuição percentual de linfócitos T CD3, T CD3CD4 e B CD19 em 79.41% dos pacientes. A contagem de células NK esteve baixa em 50% dos pacientes. Foi verificada uma menor produção de IL-4 e IL-5. Concluiu-se os pacientes apresentam alteração nos parâmetros humoral e celular do sistema imune adaptativo.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Revista UNILUS Ensino e Pesquisa - RUEP

ISSN (impresso): 1807-8850
ISSN (eletrônico): 2318-2083

Periodicidade: Trimestral

Primeiro trimestre, jan./mar., limite para publicar a edição - 30 de junho
Segundo trimestre, abr./jun., limite para publicar a edição - 30 de setembro
Terceiro trimestre, jul./set., limite para publicar a edição - 31 de dezembro
Quarto trimestre, out./dez., limite para publicar a edição - 31 de março

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

 

Indexadores

 

Estatística de Acesso à RUEP

Monitorado desde 22 de novembro de 2016.