RESSECÇÃO LAPAROSCÓPICA DE DUPLICIDADE GASTRICA NA INFÂNCIA - RELATO DE CASO

Samara Pighinelli Ázar, Mayara de Napoli Silva, Thamires Pelin Akama, Rafaela Belletti, Luciane Bastos Fernandes de Oliveira, Adriane Sakae Tsujita, Rita de Cássia Fernandes Simões

Resumo


RESUMO

Introdução: Duplicação gástrica (DG) é a presença de estrutura em íntimo contato com o estômago. É diagnosticada principalmente no primeiro ano de vida com sintomatologia inespecífica.

Caso clínico: Paciente 9 anos, encaminhado à cirurgia pediátrica devido a ultrassom evidenciando formação nodular em hipocôndrio esquerdo. Tomografia computadorizada de abdome evidenciou imagem cística em hipocôndrio esquerdo. Submetido à laparoscopia.

Discussão: As duplicações podem ocorrer em todo o aparelho digestivo e sua etiologia não foi esclarecida. O diagnóstico definitivo é através do exame anatomopatológico da peça operatória. O tratamento é cirúrgico com ressecção apenas da lesão.

Conclusão: A laparoscopia é importante no diagnóstico e tratamento das duplicações do aparelho digestivo. Porém, ainda é necessária uma maior amostra para provar sua segurança e eficácia.

Palavras chaves: duplicidade gástrica; laparoscopia

 

 


Palavras-chave


duplicidade gástrica; laparoscopia

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista UNILUS Ensino e Pesquisa - RUEP

ISSN (impresso): 1807-8850
ISSN (eletrônico): 2318-2083

Periodicidade: Trimestral

Primeiro trimestre, jan./mar., limite para publicar a edição - 31 de maio
Segundo trimestre, abr./jun., limite para publicar a edição - 31 de agosto
Terceiro trimestre, jul./set., limite para publicar a edição - 30 de novembro
Quarto trimestre, out./dez., limite para publicar a edição - 31 de março

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

 

Indexadores

 

Estatística de Acesso à RUEP

Monitorado desde 22 de novembro de 2016.